Emblema da
38ª Companhia de Comandos
"Os Leopardos"


CONVÍVIOS

38ª Companhia de Comandos — "Os Leopardos"
 
Cerimónia de Condecoração com a “Torre e Espada” do nosso Comandante de Batalhão Coronel Tirocinado Raul Socorro Folques



9 de Outubro de 2015

Celebração

Como norma que procuramos implementar temos intenção de registar todos os convívios/actos/celebrações em que a 38ªCC participe ficando como memória/história da Companhia devidamente assinalada no nosso WS.

Cumprindo esse desígnio venho hoje escrever algumas palavras que traduzam o entusiasmo, a alegria e satisfação por termos tido a ventura de poder estar presentes na Cerimónia de Condecoração com a “Torre e Espada” do nosso Comandante de Batalhão Coronel Tirocinado Raul Socorro Folques.

Manhã muito cedo saímos de casa pois tínhamos trajecto e horário a cumprir.

Na ocasião talvez por falta de hábito que a nossa actual situação nos proporciona, recordamos as vezes que em Mansoa ou em Teixeira Pinto de madrugada e em silêncio nos encaminhávamos para a parada e nos aprestávamos para cumprir mais uma missão.

Os procedimentos habituais eram seguidos à risca e à hora exacta o Comandante recebia o “aqui estamos” findo o qual seguíamos o nosso caminho.

Sem incidentes de maior 4 elementos da 38ªCC, juntaram-se no Porto e rumaram ao Regimento de Comandos.

À chegada imensos amigos que já não víamos há muito e entre eles a Companhia e os Comandos Africanos irmanados no mesmo grupo. Um abraço caloroso ao Nosso Comandante repetição de outro dado há 42 anos à entrada daquele Campo de Marte, que ele como eu e muitos elementos da 38ª com orgulho recordamos.

Na parada “Jaime Neves” a formatura estava pronta, Banda e Fanfarra, Estandarte Nacional, um Batalhão do Colégio Militar e Academia Militar, instituições que fizeram parte do percurso de iniciação para a vida do Coronel Tirocinado Folques e um Batalhão de Comandos.

Que melhor moldura se poderia desejar para cumprir tão honrosa Cerimónia? À chegada de Sua Excelência o Presidente da Republica, Professor Aníbal Cavaco Silva, as forças prestaram as honras militares devidas, e como é tradição nas cerimónias Comando, foi lido o Código Comando e feita a Homenagem aos Mortos.

De seguida o discurso de Sua Excelência o Presidente bem ajustado à homenagem que se pretendia e que calou bem fundo no coração de todos os presentes.

Por ultimo e antes da concretização da condecoração, o Chanceler das Ordens Militares leu o Alvará de 09 Outubro 2015 que concede a Medalha da “Torre e Espada” ao Coronel Tirocinado Comando Raul Socorro Folques.

Parabéns meu caro Comandante.

O desfile encerrou a cerimónia.

Há muito que não víamos o Colégio desfilar, fomos agradavelmente surpreendidos pela inclusão de alunas nos pelotões.

Pensei que temos que nos adaptar aos tempos assim acontece no resto das Forças Armadas, nossas e dos nossos aliados.

Quantas Anas Resinas entre elas? (Defensora do Forte de Lovelhe, em 14 de Fevereiro de 1809 – perante o avanço das forças do Marechal Soult sobre Cerveira, na ausência do marido, Comandante do forte, não hesitou em dar ordens aos artilheiros para disparem sobre as embarcações Francesas que se aproximavam da nossa margem).

Os gritos de Zacatraz ecoavam na parada.

A Academia Militar desfilou com o aprumo e garbo conhecidos.

Por fim os “Comandos”, com garra, força e determinação, marcando o ritmo da marcha com o bater das botas no chão iam escondendo os gritos de Mamasumae lançados pelas diferentes delegações da Associação de Comandos estrategicamente posicionadas expressando a sua satisfação e reconhecimento.

Finda a Cerimónia seguiram-se momentos de descompressão em que os diferentes grupos presentes tiraram as fotos que cada um vai guardar nas suas galerias.

O Batalhão de Comandos da Guiné teve a honra e o privilégio de rodear o homenageado e registar para a posteridade momentos empolgantes que agradecemos termos tido a oportunidade de viver.

Mamasumae

09OUT15 - Regimento de Comandos Carregueira

Album de fotografias (Facebook)



Trigésima Oitava Companhia de Comandos
A Sorte Protege os Audazes
Guiné 1972 - 1974

Alguns dos conteúdos disponíveis neste website podem chocar pessoas mais sensíveis.
Recomendamos discrição na visualização dos mesmos.

Todos os direitos reservados © 2015.